Astigmatismo infantil: O que todos os pais devem saber - SunKids

Astigmatismo infantil: O que todos os pais devem saber

Na jornada da parentalidade, nada se compara ao desejo de promover a proteção e o bem-estar completo dos nossos filhos, não é mesmo?

Cada passo é tomado com a intenção de garantir sua saúde, felicidade e sucesso em todas as áreas das suas vidas.

No entanto, em meio a todas as preocupações, pode surgir uma questão oculta: o astigmatismo, uma condição visual frequentemente negligenciada. 

Tanto em adultos como em crianças, o astigmatismo pode causar visão embaçada ou distorcida, mas, quando se trata dos pequenos, sua detecção pode ser particularmente desafiadora. 

Por isso, é muito importante que os pais compreendam o que é o astigmatismo, como pode afetar a visão de seus filhos e as opções de tratamento disponíveis. Neste artigo, vamos explorar  a fundo o astigmatismo infantil, capacitando você com o conhecimento essencial para manter a visão de seu filho sempre cristalina. Confira! 

Compreendendo o astigmatismo infantil 

O astigmatismo é uma condição ocular que afeta a forma como a luz é focada na retina, resultando em visão embaçada ou distorcida

Em crianças, isso pode levar a problemas de aprendizado e desenvolvimento, além de afetar sua qualidade de vida. Pode ser congênito, ou seja, presente desde o nascimento, bem como também pode se desenvolver ao longo do tempo. 

De modo que é importante entender que o astigmatismo não é uma doença, mas sim uma condição que pode ser corrigida com o tratamento adequado

Assim, existem dois tipos principais de astigmatismo: astigmatismo corneano e astigmatismo lenticular

O astigmatismo corneano ocorre quando a córnea, a camada transparente na parte frontal do olho, tem uma curvatura irregular.

Já o astigmatismo lenticular ocorre quando a lente dentro do olho tem uma curvatura irregular. E ambos os tipos podem ocorrer em crianças e requerem atenção e tratamento adequados.

Para entender melhor o astigmatismo infantil, é importante conhecer os principais fatores que podem causar ou aumentar o risco dessa condição.

Causas e fatores de risco do astigmatismo em crianças

O astigmatismo infantil pode ser causado por uma combinação de fatores genéticos e ambientais. 

Nesse sentido, algumas crianças podem nascer com astigmatismo devido a uma curvatura irregular da córnea ou da lente dentro do olho. Uma predisposição genética que pode ser transmitida de pais para filhos.

Além disso, certos fatores ambientais podem aumentar o risco de desenvolver astigmatismo em crianças. Tais como: exposição a longo prazo a telas de dispositivos eletrônicos, como tablets e smartphones, que podem causar fadiga ocular e contribuir para problemas de visão, incluindo astigmatismo. 

Assim também como outros fatores ambientais, como trauma ocular, infecções oculares e doenças oculares congênitas, também podem desempenhar um papel no desenvolvimento do astigmatismo em crianças.

 

astigmatismo infantil

Sinais e sintomas do astigmatismo infantil

Identificar os sinais e sintomas do astigmatismo em crianças pode ser desafiador, uma vez que elas podem não ser capazes de expressar claramente o que estão experimentando. No entanto, existem alguns sinais indicadores que os pais devem estar atentos. Veja a seguir. 

Uma criança com astigmatismo pode apresentar visão embaçada ou distorcida, dificuldade em enxergar objetos próximos ou distantes, sensibilidade à luz, dores de cabeça frequentes e olhos cansados

Elas também podem ter dificuldade em se concentrar em atividades que exigem visão de perto, como ler, escrever ou fazer tarefas escolares.

Portanto, busque observar o comportamento de seu filho e estar atento a qualquer sinal de dificuldade visual. E, caso perceba algum desses sintomas, procure orientação de um profissional de saúde ocular.

 

Astigmatismo em crianças

Diagnóstico do astigmatismo infantil

O diagnóstico do astigmatismo infantil é realizado por um oftalmologista ou optometrista especializado em saúde ocular infantil.

Durante o exame, o profissional realizará uma série de testes para avaliar a acuidade visual, a curvatura da córnea e a presença de astigmatismo.

Um dos testes mais comuns é o teste de refração, no qual a criança é solicitada a olhar através de uma série de lentes para determinar qual proporciona a melhor visão. 

Também pode ser utilizado um instrumento chamado ceratômetro para medir a curvatura da córnea.

Vale lembrar que o diagnóstico precoce do astigmatismo em crianças é essencial para garantir que elas recebam o tratamento adequado o mais rápido possível.

 

Astigmatismo infantil

Opções de tratamento para o astigmatismo em crianças

O tratamento do astigmatismo em crianças pode variar dependendo da gravidade do caso e da idade da criança. O objetivo principal, claro, é corrigir a visão e proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Uma das opções de tratamento mais comuns para o astigmatismo infantil são as lentes corretivas, como óculos ou lentes de contato.

Essas lentes são projetadas para compensar a curvatura irregular da córnea ou da lente dentro do olho, permitindo uma visão mais clara e nítida.

Para crianças mais velhas ou aquelas que preferem não usar óculos, as lentes de contato podem ser uma alternativa viável. No entanto, é importante enfatizar a importância de uma higiene adequada ao usar lentes de contato, além de seguir as instruções do profissional de saúde ocular.

Em casos mais graves de astigmatismo infantil, pode ser necessário considerar opções de tratamento mais avançadas, como a própria cirurgia refrativa.

Porém, essa cirurgia é geralmente reservada para casos em que outras opções de tratamento não foram eficazes ou quando a criança já atingiu a idade adulta.

Lentes de correção para crianças com astigmatismo

As lentes de correção, como óculos ou lentes de contato, são uma opção comum de tratamento para crianças com astigmatismo, pois são projetadas para corrigir a curvatura irregular da córnea ou da lente dentro do olho, proporcionando uma visão mais clara e nítida.

Assim, ao escolher óculos para crianças com astigmatismo, é importante garantir que as lentes tenham a prescrição correta e sejam adequadas às necessidades individuais da criança. 

Existem ainda as chamadas lentes tóricas, você já ouvir falar? 

As lentes de contato tóricas são lentes de contato gelatinosas que corrigem astigmatismo, além de miopia ou hipermetropia. 

São uma opção para corrigir astigmatismo sem uso de óculos ou lentes de contato rígidas, que muitas vezes oferecem conforto menor que as lentes gelatinosas.

Já no caso de lentes de contato, é essencial que a criança aprenda a inserir, remover e cuidar adequadamente delas. Desse modo, é importante que os pais forneçam orientações e supervisionem o uso das lentes de contato para garantir a segurança e o conforto da criança.

Prevenção e controle do astigmatismo infantil 

Embora o astigmatismo em crianças possa ter causas genéticas e ambientais, existem medidas que os pais podem tomar para ajudar a prevenir ou controlar essa condição.

Uma das medidas mais importantes é garantir que seu filho tenha uma boa higiene visual desde cedo. Isso inclui:

  •  Limitar o tempo de exposição a telas de dispositivos eletrônicos; 
  •  Incentivar pausas regulares durante atividades que exigem foco visual;
  •  Garantir uma iluminação adequada durante a leitura e outras tarefas próximas.

Além disso, agendar exames de rotina com um oftalmo pediatra é essencial para detectar precocemente qualquer problema de visão, incluindo o astigmatismo. 

Esses exames podem ajudar a identificar o astigmatismo em estágios iniciais, permitindo que o tratamento seja iniciado mais cedo.

De modo que se você suspeitar que seu filho possa ter astigmatismo, é importante procurar a orientação de um profissional de saúde ocular o mais rápido possível.

Sobretudo, não espere até que os sintomas se tornem mais graves ou afetem negativamente a vida de seu filho.  Afinal, quanto mais cedo o astigmatismo for diagnosticado e tratado, melhores serão as chances de correção e melhora da visão.

Astigmatismo infantil

Concluindo 

O astigmatismo infantil é uma condição comum, mas muitas vezes negligenciada. Como pais, é nosso papel estar atento aos sinais e sintomas e procurar a ajuda de um profissional de saúde ocular quando necessário.

Com o diagnóstico precoce e o tratamento adequado, é possível corrigir a visão das nossas crianças e garantir que tenham a melhor qualidade de vida possível. 

Lembre-se de que cada criança é única, e o tratamento do astigmatismo deve ser adaptado às necessidades individuais de cada uma! 

Portanto, não deixe de agendar exames regulares, seguir as orientações do médico e fornecer o apoio necessário para que seu filho se adapte ao uso de óculos ou lentes de contato, se necessário. 

Assim, com o seu apoio e a ajuda profissional, seu filho poderá desfrutar de uma visão clara e nítida, permitindo que ele explore o mundo com confiança e segurança.

Este artigo tem caráter informativo, com o objetivo de disseminar conhecimento sobre a importância da prevenção das doenças oftalmológicas na infância. Ajude-nos a compartilhá-lo para que mais pessoas se conscientizem, clicando no botão abaixo! 

Deixe um comentário

Obs: Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados.

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.