Engasgamento em bebês: Tudo que ainda não te contaram sobre

Engasgamento em bebês: Tudo que ainda não te contaram sobre

O engasgamento é uma situação que pode ser assustadora, especialmente quando se trata de bebês. É importante estar ciente dos sintomas, das causas comuns, das medidas de prevenção e segurança, dos procedimentos de primeiros socorros e de quando procurar ajuda médica. Continue lendo para saber tudo sobre esse tema tão relevante para pais e cuidadores.  

Causas comuns de engasgamento em bebês

Existem várias causas comuns de engasgamento em bebês, e é essencial conhecê-las para tomar medidas preventivas adequadas. Algumas das causas mais comuns incluem:

  1. Objetos pequenos: Bebês têm uma tendência natural de levar tudo à boca, o que aumenta o risco de engasgamento com objetos pequenos como moedas, botões e brinquedos pequenos.
  2. Alimentos sólidos: Introduzir alimentos sólidos muito cedo pode levar ao engasgamento, já que os bebês ainda não desenvolveram as habilidades necessárias para mastigar e engolir eficientemente.
  3. Engasgamento com leite ou vômito: Bebês podem engasgar com o leite materno, fórmula ou mesmo com o próprio vômito.
  4. Engasgamento com muco: Resfriados e infecções respiratórias podem resultar na produção excessiva de muco, que pode levar a engasgamentos.

Sintomas a serem observados

É crucial poder identificar os sinais de engasgamento em um bebê para agir rapidamente. Alguns dos sintomas a serem observados incluem:

  • Dificuldade em respirar
  • Sons de asfixia ou tosse abafada
  • Coloração azulada nos lábios e rosto (cianose)
  • Incapacidade de chorar ou emitir qualquer som

Se você notar algum desses sintomas em um bebê, é importante agir imediatamente para evitar complicações.

Engasgamento em bebês - O que fazer

Prevenção e medidas de segurança para evitar o engasgamento em bebês 

A prevenção é a melhor forma de evitar o engasgamento em bebês. Algumas medidas de segurança eficazes incluem:

  • Mantenha objetos pequenos longe do alcance do bebê.
  • Nunca deixe o bebê sozinho enquanto estiver alimentando.
  • Certifique-se de que o bebê esteja sentado em posição vertical durante as refeições.
  • Corte alimentos em pedaços pequenos e fáceis de engolir.
  • Certifique-se de que o bebê esteja sempre supervisionado durante o banho.

Além disso, é importante realizar um curso de primeiros socorros que inclua técnicas de desobstrução das vias aéreas, para que você possa agir rapidamente em caso de engasgamento.

Procedimentos de primeiros socorros

Caso um bebê esteja engasgado, é importante agir rapidamente, mas com cuidado. Aqui estão os procedimentos de primeiros socorros a serem seguidos:

  1. Verifique a gravidade: Avalie a situação e tente determinar se o bebê está tendo uma obstrução total das vias aéreas ou se ele ainda está conseguindo respirar parcialmente.
  2. Se o bebê estiver tossindo ou respirando parcialmente, encoraje-o a tossir para tentar expelir o objeto.
  3. Se o bebê não estiver conseguindo respirar e estiver inconsciente, ligue para o serviço de emergência imediatamente.
  4. Caso você tenha sido treinado, use as técnicas apropriadas de desobstrução das vias aéreas para bebês, como a manobra de Heimlich específica para essa faixa etária. 

Confira a seguir o vídeo da Dra. Januzzi sobre a manobra de desengasgo em bebês: 

Quando procurar ajuda médica

Em alguns casos, o engasgamento pode ser mais grave e exigir atenção médica especializada. Procure ajuda médica imediatamente nas seguintes situações:

  • O bebê está engasgado e não consegue respirar.
  • O objeto que causou o engasgamento não foi completamente removido.
  • O bebê ficou inconsciente durante o episódio de engasgamento.

Lembre-se sempre que é melhor procurar ajuda de um profissional de saúde se você tiver dúvidas ou preocupações sobre a saúde e a segurança do seu bebê. 

Entenda o caso de engastamento de Ayla, filha de Bárbara Evans 

A filha mais velha da modelo e digital influencer Bárbara Evans, Ayla, de 2 anos, passou por uma cirurgia no domingo (10) para retirar pedaços de amendoim do pulmão. A menina se engasgou com o alimento na última sexta-feira (8) e chegou a vomitar, mas a mãe notou que ela estava com um chiado na respiração.

Bárbara levou Ayla a diversos médicos para conseguir um diagnóstico, mas os exames inicialmente indicavam que estava tudo normal. No entanto, a modelo continuou preocupada com a filha e decidiu levá-la para um hospital particular, onde foi realizado um exame de tomografia computadorizada que constatou a presença de pedaços de amendoim no pulmão.

A cirurgia foi realizada por uma equipe de cirurgiões pediátricos e durou cerca de 2 horas. Os médicos conseguiram retirar 95% do amendoim, mas os 5% restantes devem sair naturalmente com o tempo.

Ayla recebeu alta do hospital no dia seguinte à cirurgia e está se recuperando bem. Bárbara está aliviada com o resultado da operação e agradeceu aos médicos e enfermeiros que cuidaram da filha.

O engasgamento com amendoim é uma das principais causas de morte por asfixia em crianças pequenas. O alimento é duro e pode obstruir as vias aéreas, dificultando a respiração. Por isso, é importante que os pais evitem dar amendoim para crianças menores de 5 anos.

Mitos sobre o engasgamento em bebês

Existem vários mitos e equívocos comuns relacionados ao engasgamento em bebês que é importante abordar:

  1. Deixar o bebê de cabeça para baixo: Não é aconselhável virar o bebê de cabeça para baixo durante um episódio de engasgamento. Isso pode piorar a situação e dificultar a respiração.
  2. Bater nas costas do bebê: Não é recomendado bater nas costas do bebê durante um episódio de engasgamento, pois isso pode levar ao deslocamento do objeto para uma posição ainda mais perigosa.
  3. Usar técnicas de desobstrução das vias aéreas em qualquer situação: É importante usar técnicas de desobstrução das vias aéreas apenas quando necessário e quando você foi treinado para isso. 

Engasgamento em bebês - primeiros socorros

Concluindo o assunto  

O engasgamento é uma situação que pode ser muito perigosa, especialmente para bebês. É importante estar ciente dos sintomas, das causas comuns,  medidas de prevenção e segurança, bem como dos procedimentos de primeiros socorros e de quando procurar ajuda médica.

Alías, em caso de engasgameto, não hesite em procurar ajuda médica.

O caso de Ayla, filha de Bárbara Evans, é um exemplo de como o engasgamento pode ser uma situação grave. Por isso, é importante estar preparado para agir rapidamente e com segurança. 

 

Você sabia? 

Os óculos da SunKids são recomendados para bebês, pois não contêm nenhuma pecinha pequena que possa causar engasgamento. Além disso, a composição do material é hipoalergênica, tornando-os seguros para bebês curiosos que tendem a levar tudo à boca.

Clique aqui e navegue pelos modelos disponíveis para bebês de 6 meses a 3 anos! 

Deixe um comentário

Obs: Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados.

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.