Uso de telas na infância: em busca do equilíbrio

Uso de telas na infância: em busca do equilíbrio

Uso de telas na infância: em busca do equilíbrio. As crianças estão cada vez mais imersas no mundo digital, passando horas diante de telas de televisões, celulares, tablets e computadores.

E, muito embora a tecnologia ofereça inúmeros benefícios às crianças, é essencial encontrar um equilíbrio saudável entre o tempo de tela e as atividades ao ar livre. É sobre isso que falaremos a seguir. 

A importância de limitar o uso de telas na infância 

Passar muito tempo em frente às telas pode ter efeitos negativos no desenvolvimento e bem-estar das crianças. 

De fato, estudos mostram que o tempo excessivo de tela está associado a problemas de saúde, como obesidade, problemas de sono, problemas de visão e sedentarismo. 

Além disso, o uso excessivo de dispositivos eletrônicos pode prejudicar o desenvolvimento social, emocional e cognitivo das crianças. 

Sem mencionarmos a luz azul emitida por esses aparelhos  e que, além de prejudicar a visão sensível dos pequenos, também está atrelada à má produção de melatonina, hormônio fundamental para regular o ciclo circadiano e como consequência, o desenvolvimento infantil. 

Dessa forma, limitar o uso de telas na infância  é fundamental para garantir o equilíbrio saudável entre a vida digital e as atividades no mundo real e estabelecer regras claras sobre o tempo permitido para usar dispositivos eletrônicos ajuda as crianças a desenvolverem hábitos equilibrados desde cedo. 

Opiniões de psicopedagogas sobre o uso de telas e o atraso cognitivo em crianças

Entre os especialistas em educação e desenvolvimento infantil, o uso de telas na infância é um tema cada vez mais discutido, pois há evidências de que o excesso de exposição a esses dispositivos pode ter efeitos negativos no desenvolvimento cognitivo das crianças.

De acordo com a psicopedagoga Lígia Pertence, o uso excessivo de telas pode causar atraso no desenvolvimento da fala, da linguagem, da atenção, da memória e da criatividade. 

Isso ocorre porque as telas oferecem uma experiência passiva, em que a criança não precisa interagir com o mundo real para obter estímulos.

A psicopedagoga Ana Paula Piva concorda com essa avaliação e afirma que as telas podem ser um obstáculo para o desenvolvimento da inteligência. "As crianças precisam de experiências reais para aprenderem", diz ela. "Quando elas passam muito tempo em frente às telas, elas estão perdendo oportunidades de explorar o mundo ao seu redor."

Outra preocupação dos especialistas é que o uso excessivo de telas pode levar a problemas de saúde física e mental, como obesidade, sedentarismo, ansiedade e depressão.

O que recomenda a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) sobre o uso de telas na infância? 

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que crianças menores de 2 anos não sejam expostas a telas, enquanto crianças entre 2 e 5 anos devem ter o tempo de tela limitado a uma hora por dia. 

Já crianças entre 6 e 10 anos devem utilizar telas por uma a duas horas diárias, e crianças maiores e adolescentes, entre 11 e 18 anos, não devem ultrapassar o tempo limite de três horas de tela por dia.

Além de limitar o tempo de tela, é importante que os pais supervisem o uso dos dispositivos eletrônicos pelos filhos, que devem conversar com as crianças sobre os conteúdos que elas estão consumindo e monitorá-lo frequentemente. 

Benefícios das atividades ao ar livre para as crianças

As atividades ao ar livre desempenham um papel crucial no crescimento e desenvolvimento das crianças. Estar em contato com a natureza proporciona uma série de benefícios físicos, mentais e emocionais. Aqui estão alguns dos benefícios das atividades ao ar livre para as crianças:

  • Estímulo dos sentidos: O ambiente natural estimula os sentidos das crianças, permitindo que elas explorem texturas, cheiros, sons e cores únicas.
  • Aumento da atividade física: As atividades ao ar livre incentivam a movimentação do corpo, promovendo o exercício físico e ajudando a prevenir problemas de saúde relacionados ao sedentarismo.
  • Desenvolvimento da criatividade: A natureza oferece um ambiente rico e diversificado, permitindo que as crianças usem sua imaginação e criatividade enquanto exploram e brincam ao ar livre.
  • Aprendizagem contextualizada: O mundo exterior oferece inúmeras oportunidades de aprendizado prático, onde as crianças podem vivenciar a aplicação dos conceitos aprendidos na sala de aula.
  • Melhora da saúde mental: Estar em contato com a natureza ajuda a reduzir o estresse, ansiedade e aumentar o bem-estar emocional das crianças.

 

uso de telas na infância - brincando no jardim

Como encontrar o equilíbrio entre o uso de telas na infância e atividades ao ar livre

Encontrar o equilíbrio adequado entre o uso de telas na infância e as atividades ao ar livre pode ser desafiador, mas é essencial para o desenvolvimento saudável das crianças. Pensando nisso,  reunimos abaixo algumas dicas que podem ajudar pais e cuidadores a encontrar esse equilíbrio: 

  1. Estabeleça regras claras: Defina limites claros sobre o tempo permitido para o uso de dispositivos eletrônicos. Por exemplo, limite o tempo de tela a uma ou duas horas por dia.
  2. Organize horários específicos para atividades ao ar livre: Reserve momentos específicos no dia ou na semana para que a criança possa desfrutar de atividades ao ar livre, como caminhadas, brincadeiras no parque, quintal, etc. 
  3. Envolva-se nas atividades ao ar livre junto com as crianças: Participar das atividades ao ar livre com a criança não apenas incentiva a prática dessas atividades, mas também fortalece os laços familiares e cria memórias especiais.
  4. Defina um exemplo: Pais e cuidadores também devem limitar seu próprio tempo de tela e se envolver em atividades ao ar livre junto com as crianças. Seja um modelo a ser seguido. Afinal, é pouco efetivo limitar o uso de telas dos seus filhos enquanto você mesmo está sempre em frente a uma. 
  5. Estabeleça áreas livres de tela: Crie espaços em casa onde os dispositivos eletrônicos não são permitidos, como a sala de jantar ou o quarto. Essas áreas servirão como lembrete para que as crianças se desconectem.
  6. Incentive atividades criativas e hobbies: Ofereça alternativas para uso de telas da infância, tais como atividades artísticas, esportes ou aulas de música. 

Brincando ao ar livre! Uso de telas na infância  com equilíbrio

Uso de telas na infância: conheça alternativas divertidas  

Substituir o uso de telas na infância por atividades divertidas é uma excelente maneira de incentivar as crianças a se desconectarem. Aqui estão algumas alternativas que seus filhos com certeza irão adorar: 

  • Explorar a natureza: Leve a criança para explorar a natureza em um parque, praia ou jardim. Deixe-a observar as plantas, animais e pedras, e ensine-as sobre o meio ambiente.
  • Organizar piqueniques: Planeje um piquenique ao ar livre com a família ou amigos. Leve comidas saudáveis, jogos de tabuleiro e brinquedos para uma tarde divertida.
  • Praticar esportes ou jogos em grupo: Incentive a criança a participar de equipes esportivas, aulas de dança ou atividades recreativas em grupo. Isso estimula o exercício físico e promove a sociabilização.
  • Fazer caminhadas ou trilhas: Explore trilhas naturais em parques e reservas, incentivando a criança a observar a flora e fauna local enquanto se exercita ao mesmo tempo.

Sobretudo, tenha em mente que crianças são serem em pleno desenvolvimento e, por este fato, precisam ser estimuladas. Deixar que as próprias decidam o que fazer em momentos de tédio já é algo fantástico, uma vez que a imaginação delas dará conta de suprir essa demanda de estímulos que as telas fariam de modo ansiogênico e desconfortável psiquicamente (de acordo com cada idade). 

Dessa forma, encontrar o equilíbrio entre o tempo de tela e as atividades ao ar livre é essencial para o desenvolvimento saudável das crianças. 

Assim como também Incentivar o contato com a natureza, limitar o tempo em frente às telas e oferecer alternativas divertidas é uma maneira eficaz de garantir que as crianças cresçam equilibradas, saudáveis e conectadas com o mundo real.

Uso de telas na infância: garantindo a segurança 

Além de procurar respeitar as indicações de tempo de uso de tela na infância da própria SBP, procure sempre minimizar os riscos que as telas podem trazer ao desenvolvimento infantil. 

Uma forma bastante eficaz de diminuir consideravelmente os impactos da emissão da luz azul dos aparelhos eletrônicos, é com lentes que façam o bloqueio dessa emissão. 

Os óculos da linha BlueFlex da SunKids foram pensados especialmente para este uso de telas na infância da forma mais segura possível. 

Com lentes à prova de luz azul, as crianças ficam protegidas desses malefícios, de modo confortável, uma vez que nossos óculos são ultra flexíveis, leves, hipoalergênicos e muito resistentes, ou seja, ideias para um uso seguro de telas na infância.   

Uso de telas na infância: mais segurança com BlueFleX

 

Clique aqui e conheça nossos diferentes tamanhos e cores em óculos anti luz azul! 

Deixe um comentário

Obs: Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados.

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.