[Guia completo] Saiba como conciliar maternidade e trabalho - SunKids

[Guia completo] Saiba como conciliar maternidade e trabalho

A maternidade é um dos momentos mais especiais na vida de uma mulher. No entanto, conseguir conciliar maternidade e trabalho, principalmente os primeiros anos dessa jornada, pode se tornar um grande desafio. 

Nesse artigo, fomos em busca de especialistas no assunto, leis vigentes e práticas adotadas por profissionais e empresas para responder a pergunta: ” como conciliar maternidade e trabalho?”. Esperamos que seja útil para você, boa leitura! 

Devo colocar a maternidade no currículo? 

A questão gera polêmica entre profissionais de Recursos Humanos, gestores e mulheres que se tornaram mães durante a ascensão profissional. 

O fato é que muitas de nós se preocupam em como será visto o fato de ser mãe em sua trajetória profissional. 

No entanto, é importante ressaltar que a maternidade é uma experiência enriquecedora e que pode agregar muitas habilidades profissionais.

É possível destacar no currículo as habilidades desenvolvidas na maternidade, como liderança, organização e multitarefa, por exemplo. 

Segundo a autora Vicky Oliver, em seu livro "301 Smart Answers to Tough Interview Questions", essas habilidades são muito valorizadas pelas empresas, portanto, buscar destacá-las na hora de voltar ao mercado de trabalho pode ser um grande diferencial. 

Outro fator importante e cabe ressaltarmos é justamente sobre o possível preconceito que mulheres mães possam sofrer na busca por uma recolocação profissional. 

Nossa dica aqui não pode ser outra: se em uma entrevista de emprego, sua maternidade for questionada como um problema ou transtorno, sinal vermelho. 

As chances dessa empresa contar com práticas obsoletas e um olhar de pouca empatia com seus colaboradores são grandes. 

Quando comunicar à empresa que estou grávida?

Quando se trata de contar para o empregador sobre uma gravidez, é importante tomar algumas precauções para garantir uma comunicação eficaz e sem complicações. 

Profissionais de RH indicam seguir algumas dicas importantes que incluem:

Escolha o momento certo: Escolha o momento certo para contar ao empregador sobre a gravidez. Idealmente, isso deve ser feito após o primeiro trimestre, quando o risco de aborto espontâneo diminui.

maternidade e trabalho

Conheça seus direitos: É importante estar ciente dos seus direitos legais em relação à gravidez no ambiente de trabalho.

No Brasil, a Lei 12.551/2011 garante às trabalhadoras grávidas estabilidade no emprego durante a gestação e até cinco meses após o parto.

Tenha um plano: Crie um plano para cobrir suas responsabilidades no trabalho durante a licença maternidade. Isso pode incluir a contratação de um substituto temporário, a transferência de tarefas para outros funcionários ou o trabalho em casa.

Seja clara e objetiva: Quando for contar ao empregador sobre a gravidez, fale  sobre sua situação e suas expectativas em relação ao trabalho durante e após a licença maternidade.

Mantenha uma comunicação aberta: É importante manter uma comunicação aberta com seu empregador durante todo o processo.

Isso pode incluir atualizações regulares sobre a gravidez, discussões sobre a licença maternidade e planos para o retorno ao trabalho.

Licença Maternidade: quais são os meus direitos? 

A legislação brasileira prevê que a licença maternidade seja de 120 dias, podendo ser estendida por mais 60 dias em empresas que aderem ao programa "Empresa Cidadã". 

Durante esse período, a mulher tem direito a receber o salário integral, sem prejuízo de sua carreira. 

No entanto, muitas mulheres se sentem inseguras em relação à sua posição na empresa após o retorno da licença. 

Para ajudar nessa questão, é importante que as empresas tenham políticas claras de retorno ao trabalho após a licença maternidade.

Além disso, é essencial que a mulher tenha um bom diálogo com a empresa e com seus superiores para garantir que suas demandas sejam atendidas e para esclarecer quaisquer dúvidas em relação à sua posição na empresa.

A volta ao trabalho 

Após o período de licença, é hora de voltar ao trabalho, no qual muitas mães enfrentam dificuldades, como a falta de tempo para se dedicar aos filhos e a culpa por deixá-los em casa ou mesmo em creches.

Nessa hora é fundamental que as empresas ofereçam suporte nesse momento, como flexibilidade no horário e possibilidade de trabalho remoto. 

A autora Ariane de Bonvoisin, especialista no assunto “mulheres e mercado de trabalho”,  destaca em seu livro a importância de ter um plano de transição e conversar com o chefe abertamente sobre as expectativas para o retorno. 

Maternidade e trabalho: Conciliando as rotinas 

Para conciliar maternidade e trabalho, é fundamental ter uma rotina bem organizada. É importante definir horários para as tarefas domésticas e para o trabalho, além de reservar um tempo para estar com os filhos. 

A autora Laura Vanderkam destaca em seu livro que é fundamental priorizar as atividades que são mais importantes e que trazem mais satisfação, tanto na vida pessoal quanto profissional. 

Para além disso, lembre-se que a perfeição não existe e, que principalmente no caso das mães solo, ser mãe e trabalhar fora é um esforço imenso por si só, assim, não se cobre por não ser igual à mãe perfeita da novela (nenhuma é). 

Rede de apoio

Esse tema tem sido cada vez mais debatido quando o assunto é parentalidade e não é à toa, pois, ter uma rede de apoio é fundamental para conciliar maternidade e trabalho. 

Familiares, amigos e creches podem ajudar a cuidar dos filhos, permitindo que a mãe se dedique ao trabalho. 

Além disso, é importante ter uma rede de apoio no trabalho, como colegas de equipe que possam ajudar em momentos de necessidade. A autora Sheryl Sandberg destaca em seu livro que é importante ter um mentor no trabalho, alguém que possa orientar e aconselhar em momentos difíceis. 

Se isso não for possível, busque amigas que estão ou já estiveram nesse lugar e que saberão te aconselhar com sabedoria. 

maternidade e trabalho

Maternidade e trabalho: Comunicação assertiva 

A comunicação assertiva, isto é, clara e objetiva, é fundamental para conciliar maternidade e trabalho. 

É importante conversar com o chefe e colegas sobre as necessidades da mãe e definir expectativas claras para o trabalho. 

Além disso, é importante que a mãe se comunique com seus filhos, explicando o motivo pelo qual precisa trabalhar e deixá-los em casa, de forma honesta e aberta. 

Vamos falar sobre auto cuidado? 

Conciliar maternidade e trabalho pode ser muito estressante e cansativo, e é importante que a mãe tenha um tempo para si mesma. 

No mundo ideal, todas as mães teriam tempo para praticar yoga, ler um capítulo de livro por dia ou ir à academia regularmente. 

No mundo real, sabemos que o tempo é escasso e, pensando nisso, propomos esses micro cuidados: 

Respiração consciente: Praticar alguns minutos de respiração profunda e consciente pode ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade, promovendo a sensação de bem-estar. Tente inspirar profundamente pelo nariz, segurar a respiração por alguns segundos e expirar lentamente pela boca.

Pequenos exercícios físicos: Quando possível, tente fazer alguns exercícios físicos simples em casa, como agachamentos, flexões de braço ou alongamentos. Eles podem ajudar a melhorar a circulação sanguínea, a flexibilidade e a força muscular.

Hidratação adequada: Beber bastante água ao longo do dia pode ajudar a manter o corpo hidratado e a evitar a sensação de cansaço e fadiga.

Alimentação saudável: Tente escolher alimentos saudáveis e nutritivos, mesmo que seja difícil manter uma dieta equilibrada. Frutas, legumes e cereais integrais podem ajudar a manter a energia e a disposição.

Cuidados com a pele: Mesmo que não seja possível ter um ritual completo de cuidados com a pele, tente manter a rotina básica de limpeza e hidratação da pele. Isso pode ajudar a evitar a aparência de cansaço e a manter a pele saudável.

Momentos de descanso: Seu descanso é necessário e primordial. Nos primeiros meses do bebê as noites são curtas e agitadas, mas tenha em mente que isso é passageiro. Sempre que possível, descanse!  

maternidade e trabalho

 

Cuide da sua saúde mental: A fase do puerpério não é igual para todas as mulheres. Os meses após o nascimento do bebê são preenchidos com os mais diferentes sentimentos e emoções. 

Contar com ajuda profissional caso se sinta mais ansiosa ou deprimida, é um passo importante rumo a uma maternidade mais saudável e equilibrada. 

Flexibilidade das empresas

Para que as mães possam conciliar maternidade e trabalho de forma eficiente, é fundamental que as empresas sejam mais flexíveis em relação ao horário e ao local de trabalho. 

O trabalho remoto pode ser uma boa opção para mães que precisam ficar em casa com os filhos, e horários flexíveis podem permitir que a mãe organize sua rotina de forma mais eficiente. 

A autora Susan Wojcicki destaca em seu artigo que as empresas precisam estar dispostas a criar um ambiente de trabalho mais inclusivo e adaptável às necessidades das mães.

Conciliar maternidade e trabalho pode ser um desafio, mas com as dicas certas é possível encontrar um equilíbrio saudável entre as responsabilidades pessoais e profissionais.

É importante que as mães se informem sobre seus direitos e conversem com seus empregadores sobre suas necessidades, principalmente para conciliar maternidade e trabalho da forma mais eficiente e satisfatória possível.  

maternidade e trabalho

Para concluir, conciliar maternidade e trabalho pode parecer uma tarefa difícil, mas é possível encontrar um equilíbrio saudável entre as responsabilidades pessoais e profissionais.

Para as mães que buscam conciliar maternidade e trabalho, é importante se informar sobre seus direitos e conversar com seus empregadores sobre suas necessidades. 

Além disso, é fundamental ter uma rede de apoio e cuidar da saúde física e mental. As empresas também têm um papel importante nesse processo, oferecendo suporte e flexibilidade para que as mães possam conciliar maternidade e trabalho de forma mais eficiente e satisfatória.

Com essas informações e dicas em mente, esperamos que mais mães possam encontrar maneiras de equilibrar suas responsabilidades pessoais e profissionais de forma saudável e positiva. 

Vale ainda ressaltar que ao criar um ambiente de trabalho mais inclusivo e adaptável às necessidades das mães, as empresas não só ajudam as mães a se sentirem mais seguras e confortáveis, mas também a melhorar a qualidade do trabalho e aumentar a satisfação e produtividade no ambiente de trabalho.

A SunKids apoia às mães no mercado de trabalho 

Na SunKids, reconhecemos a importância da maternidade e acreditamos que as mães que estão no mercado de trabalho merecem todo o apoio e suporte necessários para conciliar suas responsabilidades pessoais e profissionais. 

Nós valorizamos a diversidade e a inclusão em nosso ambiente de trabalho e estamos comprometidos em criar um ambiente seguro e inclusivo para todas as mães. 

Nosso modelo de trabalho é remoto com jornadas flexíveis, assim as mamães da SunKids aproveitam a infância dos seus pequenos enquanto entregam resultados extraordinários enquanto profissionais. 

Estamos comprometidos em apoiá-las em todas as etapas de sua jornada, oferecendo suporte, flexibilidade e um ambiente seguro e inclusivo para que possam conciliar maternidade e trabalho de forma saudável e positiva. 

 

Se esse artigo foi útil para você, nos deixe saber! Você também pode seguir os perfis oficiais da SunKids das redes sociais para não perder nenhum conteúdo ou promoção. Estamos no Facebook, Youtube e mais presentes em nosso Instagram.   

Deixe um comentário

Obs: Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados.

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.