Entenda tudo que diz respeitos aos erros de refração ocular - SunKids

Entenda tudo que diz respeitos aos erros de refração ocular

Pode-se dizer que na atualidade, os erros de refração ocular se tornaram extremamente populares, e infelizmente, estão atingindo grande parte de toda a população mundial. Algumas pesquisas mostraram que cerca de 30% de toda a população já necessita utilizar algum tipo de óculos com lentes corretivas, algo proveniente de más práticas durante a infância e todo o desenvolvimento dos indivíduos, em conjunto com o uso excessivo de aparelhos eletrônicos. Para tentar corrigir esta situação, nós da SunKids estamos em busca de espalhar informações importantes sobre estes problemas para a população.

Afinal, o que é uma refração ocular?

De acordo com o Dr. Gustavo Bonfadini (CRM 786314 - RJ), refração ocular, também denominada como erro refrativo, se trata de um problema que influencia diretamente a capacidade de um indivíduo de enxergar naturalmente (ou seja, sem o auxílio de um óculos de grau ou lentes corretivas). Existem 2 principais sintomas que caracterizam este problema quando não é tratado da maneira correta, que é a baixa visão (perda de visão natural), e até mesmo a fadiga ocular frequente, ou seja, astenopia.

A baixa visão (perda parcial da visão) pode ser notada facilmente pelo indivíduo que desenvolveu uma refração ocular, já que a dificuldade de focar em algum objeto, os borrões na visão e até mesmo a necessidade de forçar a vista para conseguir identificar uma letra, palavra ou objeto é algo extremamente perceptível, mesmo com graus baixos de erros refrativos.

Já a fadiga ocular costuma ser percebida em alguns casos mais extremos, já que ela é acompanhada de algumas dores em volta dos olhos, dores de cabeça, dificuldade para dormir, sensibilidade à luz, irritações, entre outros.

Estes erros podem ser causados por inúmeras fontes, como: hereditariedade, lesões oculares, doenças, maus hábitos, absorção excessiva de raios solares, entre outros. Entretanto, diversos estudos mostraram que o uso excessivo de telas de aparelhos eletrônicos é a principal causa que ocasionou o grande aumento de casos destes problemas.

 

Os 4 erros de refração ocular existentes na atualidade

Contudo, agora que você já sabe o que são os erros de refração, chegou o momento de observar os 4 tipos existentes na atualidade, que são:

Miopia

Considerada como o erro de refração ocular mais comum em todo o mundo, a miopia está sendo desenvolvida por um número assustador de pessoas, algo que está preocupando todos os oftalmologistas do mundo, já que a sociedade está se encaminhando para um futuro onde os óculos com lentes corretivas serão uma realidade para a maior parte da população.

A miopia é causada por um problema que acontece antes da retina, não afetando diretamente a mesma. Este problema influencia diretamente a capacidade do indivíduo em identificar objetos localizados a uma longa distância, trazendo um grande borrão para a visão nestas situações.

Por conta desta dificuldade, os indivíduos míopes costumam forçar constantemente a sua vista, aumentando os casos de fadiga ocular e aumentando a probabilidade do erro se desenvolver ainda mais.

Hipermetropia

Após a miopia, não poderíamos citar outra opção de erro de refração além da hipermetropia, que é classificada como o erro completamente contrário do citado acima. Ao invés de ser apresentando um problema antes da retina, a hipermetropia é caracterizada por um problema na formação da córnea ou globo ocular, alterando os seus formatos.

Tal alteração ocasiona a dificuldade do indivíduo identificar objetos localizados a uma curta distância, e por conta disso ela é classificada como o contrário da miopia. Mesmo não sendo um erro tão comum como a miopia, não podemos ignorar o fato que os casos de hipermetropia aumentaram consideravelmente nos últimos anos.

 

Astigmatismo

Já o astigmatismo é considerado como a junção dos dois problemas citados acima, já que o seu principal sintoma é a dificuldade de identificar objetos localizados a qualquer distância, tanto de perto, quanto de longe, influenciando completamente a capacidade de visão de um indivíduo.

Mesmo existindo diversos fatores que podem trazer o desenvolvimento do astigmatismo, diversos estudos mostraram que uma curvatura oval anormal sobre a córnea é a principal fonte na maioria dos casos.

Presbiopia

Por fim, mas não menos importante, não poderíamos deixar de citar sobre a presbiopia, que é o erro de refração ocular menos conhecido na atualidade, já que ele é um erro desenvolvido somente por pessoas idosas, através do envelhecimento natural. Com o envelhecimento da musculatura dos olhos e do próprio globo ocular, o indivíduo acaba perdendo parte do seu potencial e capacidade de enxergar e identificar objetos.

Deixe um comentário

Obs: Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados.

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.